DR

Convento de Balsamão mantém tradição de “cantar os Reis”

O Convento de Balsamão mantém a tradição do “cantar dos Reis” em todo o mês de janeiro, este ano com recurso às novas tecnologias, por causa da pandemia.


Em declarações à Agência Ecclesia, o padre Basileu Pires, da Congregação dos Padres Marianos da Imaculada Conceição, destaca que a iniciativa se inspira no “anúncio dos pastores” e numa “rica tradição cultural”.

“Os reis magos, ao encontrarem Jesus, voltaram para a sua terra e iam cantando o encontro desta alegria”, sublinhou o religioso.

Este ano, devido à pandemia, a iniciativa não decorre na casa das pessoas. Os religiosos cantam no convento e “transmitem através das redes sociais”.

“Todos os dias gravamos uma canção e enviamos para as pessoas” e estas “sentem que não foram abandonadas”, sublinha o sacerdote do Convento de Balsamão.

“Estamos a ter um bom acolhimento das pessoas”, acrescenta.

Segundo o religioso, para cantar os reis, “o melhor tempo é o seco, com a geada” porque os instrumentos musicais, particularmente os de corda, “reagem melhor essas temperaturas”.

A iniciativa, começada em 1995, tem raízes solidárias e, “além de anunciar o nascimento” de Jesus, pretende angariar fundos para as obras da reconstrução da Igreja de Balsamão.

Comentários