DR

Dois dos sete detidos por tráfico de droga em Vila Real ficam em prisão preventiva

O Tribunal de Alijó determinou a prisão preventiva para dois dos sete detidos pela GNR pela suspeita do crime de tráfico de droga, no distrito de Vila Real.


Militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC), do Destacamento Territorial do Peso da Régua da GNR, desencadearam na terça-feira uma operação de combate ao tráfico de droga que culminou com a detenção de seis homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 20 e 45 anos.

Os sete detidos foram presentes ao Tribunal de Alijó que determinou para dois suspeitos a prisão preventiva, a medida de coação mais grave.

Segundo adiantou hoje fonte da GNR, os outros cinco suspeitos ficam sujeitos a apresentações semanais e proibidos de contactar com os restantes arguidos.

A investigação teve início em janeiro e, segundo explicou o Comando Territorial de Vila Real, em comunicado, os guardas apuraram que os suspeitos alegadamente “vendiam produto estupefaciente para vários consumidores do distrito, nomeadamente nos concelhos de Alijó, Chaves e Vila Real.

A GNR cumpriu sete mandados de detenção e realizou 10 buscas domiciliárias, seis buscas em veículos e duas em estabelecimentos comerciais.

No âmbito da operação foram apreendidas 717 doses de canábis, 378 doses de cocaína, 15 doses de heroína, seis viaturas, 17 telemóveis, uma câmara de videovigilância, três computadores portáteis, dois ‘tablets’, 750 maços de tabaco, uma caçadeira calibre 12, um aerossol e 31.850 euros.

Comentários